Login  |  Busca

Música na Balança - Lição 4 - Rock, Certo ou Errado?

Música na Balança - Lição 4 - Rock, Certo ou Errado?
Tim Barrett - Fri Aug 13, 2010 @ 04:21PM
Comentários: 0

Uma filosofia bíblica sobre música na igreja e no lar.

ATENÇÃO: É muito importante assistir cada lição deste curso na ordem, pois cada lição constroi sobre o fundamento do outro.

IV. Rock, Certo ou Errado?
A. Uma Olhada de Perto em Música Rock
B. Mensagem de Um Meio de Comunicação

Autores: Dr. Frank Garlock and Dr. Kurt Woetzel
Preletor: Pr. Tim Barrett - Igreja Batista Emanuel de Jundiaí.


(Se o vídeo parar, pause o vídeo e espere carregar um pouco.)

ATENÇÃO: No vídeo, aparecerá uma mão piscando toda vez que você deve preencher as lacunas na apostila.
Para baixar este vídeo (com qualidade melhor) para seu computador:
1. Vá até o seguinte link:
http://www.vimeo.com/16045003
2. Dê um clique com o mouse direito onde diz "Download this vídeo". (Veja imagem abaixo.)

Apostila para a lição 4 - www.ministeriosibe.com.br/apostila4
(Clique com o botão direito e escolha 'Salvar Destino como', para salvar o arquivo em seu computador.)

Todas as lições com apostilas - www.ministeriosibe.com.br/musica

----------------------------------------------------------------

Resumo da Lição:  De acordo com eruditos que entendem a influência que a música contemporânea tem tido na sociedade ocidental, música tem sido a ferramenta principal para moldar pensamento e filosofia.  Mudou uma cultura inteira!  Em que direção as mentes e os pensamentos das pessoas estão sendo levados pela música ROCK?  “...rock tem agido como um canalizador, uma força unificadora e amplificadora de idéias e sentimentos.  É um meio de comunicação; um meio de comunicar emoções...o meio é a mensagem.  Associado ao Rock, por exemplo, está uma seita de irracionalidade, uma reverência ao instintivo, ao visceral – uma desconfiança da razão e da lógica; esta forma de antiintelectualismo pode ser altamente perigosa, pode levar a modos totalitários de pensamento e ação.  Ligado a este antiintelectualismo está um interesse no oculto: mágica, superstição, pensamento religioso exótico, qualquer coisa contrária as principais tendências de pensamento ocidental.  Também diretamente ligado ao Rock está uma obsessão com a mente inconsciente; a força da cultura de drogas tem sido a sua promessa de revelar o homem instintivo, escondido, de libertar o indivíduo de restrições e limitações da sua mente consciente e do seu corpo físico total (bruto).” (William J. Shafer) Palavras somente reforçam a mensagem da música.  “A maioria dos discos faz o seu impacto musicalmente em vez de por palavras.  As palavras, se forem percebidas, penetram depois que a música tem deixado a sua marca ... A música é alta, insistente no ritmo, construído em volta de técnicas de excitação e liberação.  As palavras são dogmáticas e arrogantes, mas as palavras exatas são menos significativas do que os estilos vocais envolvidos, a gritaria estridente e os berros.” (Simon Frith)  “Palavras são incidentais no seu melhor, ou monótonas e ridículas como sempre.  Mas o ponto é, que elas não tem importância.  Você dança mesmo é pela batida (o ritmo), o baixo e a bateria.  E com esta mistura e volume, a batida não é somente percebida, mas literalmente sentida, enquanto este aspecto do setor rítmico predomina sobre a melodia e a harmonia.” (Steven Halpern)  “No Rock não há separação de forma e conteúdo já que as duas são fundidas em uma experiência contínua, um pacote de impressões e sentimentos simultâneos” (Shafer) “É inocência pensar que algo que tem sido expresso numa forma, pode ser expresso noutra sem que haja mudanças significativas em seu significado, textura ou valor.” (Neil Postman)  Algo que comunica sensualidade pode ser usado para adorar ao Senhor ou pregar o Evangelho?  Não!  Dizem:  “Estou fazendo com o motivo certo – ganhar almas!”  Quando alguém diz que o que determina o certo ou o errado é a motivação, está adotando a filosofia antibíblica de existencialismo.  Qual rei de Israel tentou justificar a sua desobediência alegando ter “motivo” certo? Saul.  (I Samuel 15:10-23 )  “Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar” (I Samuel 15:22)  Definição de Música:  “A arte de combinar sons ou tons vocais e  instrumentais em variadas melodias, harmonias e rítmos.” “...Rock & Roll é diferente das outras músicas primordialmente por causa da sua batida.”  “Rock também tende a marcar fortemente os tempos de compasso 2 e 4, acentuando-os pelo baterista, num compasso de 4 tempos. A maioria dos outros tipos de música acentuam os tempos 1 e 3.” (Charles T. Brown)  “É comum falar sobre a sensualidade da música, referindo-se com isto, ao ritmo da música” (Frith)  “É através de nossos corpos que primeiramente respondemos ao ritmo da música.” (A Música em Você)  O salvo deve ter o seu corpo sob controle.  “...a percepção do ritmo envolve o organismo inteiro.” (Carl E. Seashore)   “O volume alto, a bateria, e a repetição da maioria dos estilos de Rock contemporâneo trazem uma semelhança, que não é coincidência, à música de transe encontrada em outras partes do mundo.” (Halpern)  Quais os temas comunicados através de música rock: Rebelião, sensualidade, anarquia, revolução, niilismo.  “Respondemos à materialidade dos sons da música rock e a experiência de rock é essencialmente erótica...” (Frith)  “Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.” (Romanos 13:14)

Etiquetas: Música_Cristã
Comentários: 0
powered by Doodlekit™ Free Website Maker